sábado, 20 de janeiro de 2018

EMPTY

aesthetic

Eu era a garota que achava que dormir era perda de tempo,
Eu era a garota que saia todos os finais de semana e ria, se divertia,
Eu era a garota extrovertida , que fazia todo mundo rir,
Eu era a garota que todos queriam por perto,
Eu era a garota amada por todos,
Eu era...
No entanto eu não sou mais, e nem sequer nunca fui essa garota,
Essa garota era apenas uma máscara,
Era apenas um disfarce.
Pra esconder a verdadeira eu,
Porque eu sei que se eu mostrasse a verdadeira eu, todos se assustariam,
Se surpreenderiam.
E eu queria ser aquela outra garota que vocês conheciam, que ria de tudo, que fazia palhaçadas,
Se mostrava feliz, mas eu não era.
Eu não era aquela garota, eu era o oposto dela, eu era a garota que lutava pra levantar todos os dias de manhã, porque simplesmente não via motivos para sair da cama,
Que a cama era o único refúgio,
Que não sentia prazer em nada do que fazia.
Eu era a garota depressiva que se cortava,
Que sofria de insônia e passava a madrugada chorando.
Que lutava pra ninguém perceber que pouco a pouco, estava morrendo.
Eu estava esgotada,
Eu já não sentia mais nada,
Nada além de um enorme vazio dentro do peito.
Mas o vazio pesa, o vazio dói, o vazio machuca, o vazio corrói, o vazio... Ele destrói.
E eu estava me destruindo,
Eu que achava que dormir era perda de tempo,
Hoje é tudo o que eu quero fazer
Porque dormir foi a única maneira que encontrei de escapar da dor, era uma anestesia temporária pro coração, era um descanso, uma maneira de fugir da realidade, de escapar desse mundo que tanto me machucou.
Passo a maior parte dos meus dias deitada na cama, lendo, dormindo, escutando músicas, as maneiras que encontrei de escapar da realidade.
Quando acordo me perco e quando durmo, me encontro, então eu penso em como seria dormir pra sempre...
Já tentei tantas vezes, mas acho que no fundo ainda tenho um lampejo de esperança
que não me deixa mais tentar,
que me obriga a encarar esse mundo, dia a pós dia.
Minha cama é meu refúgio,
minha mãe diz que eu não saio daqui,
mas me diz, pra onde eu vou ir?
Não me encaixo em nenhum lugar, não me sinto confortável em legar algum.
Eu não sou mais aquela garota, sequer cheguei a ser.
Mas antes era uma distração, eu queria, 
eu queria tentar,
eu queria lutar,
eu queria...
Fazer alguma coisa.
Mas hoje eu já não tenho mais forças pra fazer isso, eu me sinto esgotada.
Os meus pés pesam, me impedindo de sair da cama, o vazio me preenche,
o vazio ocupa muito espaço. 
E eu daria tudo pra sentir alguma coisa, dor, amor, alivio, tristeza, alegria,
qualquer coisa. 
Qualquer coisa que não fosse esse vazio,
Esse vazio... ele ta me matando.
E eu não aguento mais,
O vazio é pior que o sofrimento,
É como se tivesse um buraco no seu coração, grande demais para ser preenchido...

Sim, eu preferiria mil vezes sofrer, sentir a dor, do que sentir esse vazio, pode me chamar de doida, mas se machucarem meu coração, ficaria feliz, pois se pode ser machucado, significa que ainda funciona, enquanto o vazio, não me dá mais essa certeza.

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

BREEZE

beach

Mas é que a gente nunca sabe.
A vida tem dessas,
De fazer brincadeiras, pegadinhas, de dar reviravoltas, de surpreender.
E a verdade é que a gente nunca sabe o que vai acontecer.
Pode ser só uma brisa, quem sabe bagunce seu cabelo, quem sabe te acaricie o rosto,
Pode ser um vento, lhe refrescando, ou lhe jogando folhas no rosto.
Ou pode ser um furacão, te levando pra longe.
Você nunca sabe se essa brisa vai ser só uma brisa ou algo mais, nunca sabe se ela vai bagunçar teu cabelo ou tua vida.
Mas é assim, a gente nunca sabe de nada, 
E tudo, começa com essa pequena brisa, que pode ser só uma brisa passageira, ou se tornar um furacão que te bagunçe por inteira.
A vida é irônica, a vida brinca com você.
Você pode sair de casa e ter um dia normal, ou você pode sair e ter uma incrível surpresa, ou uma desagradável.
Você pode sair e não voltar mais.
A vida tem dessas.
E em uma de suas ironias, sai pra fora, uma brisa me atingiu, 
E olha só, trouxe o teu cheiro com ela.
É, como eu disse, você nunca sabe, 
É só uma brisa, pode bagunçar teu cabelo ou tua vida, tua cabeça ou tua mente.
Pode trazer sentimentos de volta ao presente.
Como esta que acaba de passar, deixando o teu cheiro pra me fazer lembrar,
Do quanto foi bom te amar,
E o quanto foi difícil de te deixar.
Era só uma brisa.
Que bagunçou os sentimentos que eu pensava estarem arrumados

sábado, 13 de janeiro de 2018

Minhas citações favoritas

blue

Oi pessoal, como vocês estão?
Espero que bem.
Hoje eu vou fazer uma postagem, que eu amava fazer quando eu me dedicava mais ao blog, que é minhas citações favoritas.
Quem acompanhava o blog antes, sabe que eu fazia muitas dessas postagens, era uma das que eu mais gostava de fazer, e nesse tempo que estou podendo me dedicar mais, irei fazer algumas, depois serão apenas textos.
Espero que gostem;

"Você diz que ama a chuva, mas você abre seu guarda-chuva quando chove. Você diz que ama o sol, mas você procura um ponto de sombra quando o sol brilha. Você diz que ama o vento, mas você fecha as janelas quando o vento sopra. É por isso que eu tenho medo, você também diz que me ama"
-Willian shakspare 

"Procurei diversas formas e caminhos pra te esquecer, mas no fundo, tava procurando por você"
-Desconhecido

"Nada somos além de peças em seu jogo de xadrez sobre esse tabuleiro de noites e dias. Move-nos para lá e para cá, nos põe em xeque e destrói."
-The rubaiyat of omar khayyam

"Ás vezes, não é da pessoa que você sente falta, mas dos sentimentos e momentos que você teve quando estava com ela."
-I miss an old love

"Ás vezes a felicidade tá batendo a sua porta, mas você está no quintal procurando o trevo de quatro folhas."
-Desconhecido

"O homem sem a loucura não é nada; é simplesmente uma besta que nasce, procria e morre, sem viver!"
-Fernando Pessoa

"Era cômico as pessoas me julgarem por eu me machucar, sendo que elas também me feriram."
-Os meus porquês

"Não existe felicidade sem a experiência da dor. O antídoto é feito do próprio veneno."
-João Felipe Araujo

"O passado mesmo que deplorável, não deve ser enterrado. Ás vezes, são as tristes lembranças que nos impedem de cair em precipícios repetidos."
-Annd Yawk 

"Fui abençoada com um coração meiguíssimo, e em contrapartida, um pavio bem curto. Exatamente igual a um vidro: Se me jogar no chão, eu quebro... Mas se me pisar, te corto."
-Martha Medeiros

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

ICE HEART

cold

Muitos a chamavam de insensível,
Diziam que não tinha sentimentos, que tinha o coração de pedra.
Certa vez, caminhando na chuva, um senhor lhe ofereceu para acompanhá-la com um guarda-chuva.
-Não precisava de tal gentileza, gosto de caminhar na chuva.
-Mas pode pegar uma gripe.
-Não querendo ser grossa, mas porque o senhor se preocuparia com isso?
- A pergunta é: Porque eu não me preocuparia.
-Não entendi...
-Uma jovem, caminhando sozinha na chuva, pode ser perigoso.
-Não é uma coisa com que a maioria das pessoas se preocuparia.
-É ai que está, eu não sou como a maioria das pessoas.
A garota não soube o que responder, não estava acostumada com esse tipo de coisa acontecendo com ela.
Ela realmente gostava de caminhar na chuva, a ajudava pensar e se acalmar, e ela precisava suavizar a mente dos comentários sobre seu coração.
-E vejo que você também não é.
-Desculpe, como? Também não sou o que?
-Vejo que é muito viajada menina, em que estava pensando?
-Por que se interessaria em meus pensamentos?
-Tenho interesse por pensamentos jovens.
-Não sou tão jovem quanto pareço.
-Quantos tem?
-Acabo de fazer 17.
-Um corpo jovem, uma alma velha, de fato, tem um olhar muito vazio para alguém de sua idade, não acho que alguém tão jovem, deveria sofrer tanto.
-Não tem idéia do que sofri.
-Não faço a mínima idéia, mas vejo o olhar de quem já sofreu muito na vida.
Dizem que o silêncio confirma, ela não afirmou e nem negou, já tinha passado por altos e baixos, mas sabia que existia gente em situações piores.

-Então garota jovem mas não tão jovem quanto parece, o que se passa na mente?
Ela continuou calada, não sabia se devia contar seus sentimentos para um total desconhecido.

-Sabe, ás vezes, precisamos nos abrir, se não, acabamos por sufocarmos nós mesmos, acabamos nos afogando e morrendo com o grito abafado dentro do peito, temos que colocar pra fora, mesmo que para um estranho na rua.
-...
-Quando quiser.
-...
-Vamos fazer um jogo, se eu acertar, você me fala?
Ela não sabia o porque desse senhor estar tão interessado em saber o que se passava com ela, mas ela concordou em jogar.

-Pode ser.
-Namorado?
-Não, não mais.

O senhor deu um sorriso de lado, como se acabasse de adivinhar.
-Não mais... Sofreu muito, por isso se fechou? Por medo de sofrer de novo?
-Talvez...
-Eles a chamam de insensível? Dizem que não tem sentimentos?
-...
-Então? Coração de pedra ou de gelo?
-Uns dizem que o meu é de pedra, outros dizem que é de gelo.
-Bom, mas e o que você diz? De pedra ou de gelo?
-Nenhum dos dois.
-Mas tem de escolher um.
-Por qual motivo?
-Pelo motivo de que ao menos uma vez na vida, todos nós nos fechamos, e em algum momento, deixamos o nosso coração virar pedra, ou gelo, cabe a nós decidir.
-Então acho que de gelo.
-Por que o de gelo?
-Porque é mais fácil derreter um coração de gelo, do que quebrar um de pedra.
-Mas o objetivo não é, não ter sentimentos?
-Esse nunca foi o meu objetivo.
-E qual é o seu objetivo?
-Me proteger pra não sofrer de novo.
-E não seria mais eficaz ter o de pedra pra isso não acontecer.
-Seria sim, mas do que adiantaria? Do que serve o ser humano se não tiver sentimento? Não isso o que nos torna, bom... Humanos?
-É exatamente isso.
-E se o meu fosse de pedra, acabaria que eu machucaria as pessoas.
-Mas não se machucaria.
-Não sei se isso valeria a pena, penso que ninguém deveria machucar ninguém, embora eu saiba que isso é impossível, mas assim, pelo menos a minha consciência fica limpa, prefiro me machucar, do que machucar outra pessoa.
-Por que prefere isso?
-Pois eu sei como dói, não sei se seria capaz de carregar o fardo de saber que tem uma pessoa sofrendo, sentindo a mesma dor que eu senti, sabendo o quanto dói, e o pior, sabendo que eu seria a culpada por aquele sofrimento.
O senhor ficou impressionado com o pensamento da jovem, em muitos anos conversando com jovens meninas e meninos na rua, ele nunca vira alguém que pensasse assim.
-Devo admitir que estou impressionado.
-Por que?
-Porque ninguém nunca soube me dizer a diferença de um coração de pedra, para um coração de gelo. Anos fazendo essa pergunta, e a maioria das respostas eram: É melhor não ter coração.
-Qual foi a escolha que o senhor fez?
-Eu infelizmente fiz a escolha do coração de pedra.
-E por que fez essa escolha?
-Por pensar ser o melhor, não tinha esse pensamento antigamente.
-Eu sinto muito por isso.
-Não sinta menina.
-Não consigo evitar, meu coração de gelo se derrete fácil.
Eles continuaram caminhando por mais um tempo, ele contando sobre o passado dele, e ela do dela, até que a chuva cessou, e ela decidiu que já estava na hora de voltar pra casa, eles se despediram, e um momento antes de partir, a menina virou, e lhe disse:
-Sabe, um coração de pedra pode ser mais difícil de se quebrar, mas não é impossível, quem sabe com a ferramenta certa, ele se quebra?

Assim, ela se virou e partiu, se sentindo mais leve, e o senhor, partiu, sentindo que seu coração de pedra, acabará de se quebrar, e os sentimentos, começaram a voltar.
Ele tinha acabado de entrar, a ferramenta certa para isso.
Uma jovem que não era tão jovem quanto parece
E um senhor, que não era tão velho quanto disse.
O reencontro dos dois, podia nunca acontecer, mas a vida tem dessas, de pregar peças.

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

DIVORCIO...

amour

Oi pessoal, como vão? Como estão sendo as férias? Se divertindo muito?
Espero que sim.
Não estou fazendo nada demais nas minhas férias, mas estão sendo boas, bom para descansar bastante, depois volta a rotina cansativa de sempre.

Bom pessoal, hoje eu queria falar de um assunto, que há muito tempo eu já queria falar aqui no blog, mas por não ter tido tempo, acabei me esquecendo desse assunto, mas esses dias conversando com minha amiga, eu lembrei e decidi fazer essa postagem hoje.

Eu já percebi, a muito tempo, que o amor hoje em dia, está sendo muito banalizado, acho que não sou só eu que percebi isso, todos nós já percebemos, a geração de hoje só quer saber de curtição, baladas, ficar só por ficar, disputa de quem pega mais, e por ai vai, e por mais que eu faça parte da geração de hoje em dia, nunca me identifiquei com ela, e por mais que eu já tenha saído, ido em baladas, ficado só por ficar, não são coisas das quais me orgulho.
Já tive muitas fazes, de curtição, de namoro, de ficar sozinha, sem ficar, sem namorar, só feliz comigo mesma.
Mas a alguns meses atrás, quando eu estava no trabalho, eu sentei no banco, e uma das meninas do escolar sentou no meu colo e começou a conversar comigo, ela tem 6 anos, ela me perguntou se eu tinha irmã, e eu disse que tinha duas, uma mais velha e uma mais nova, ela perguntou quantos anos elas tinham, eu falei que a mais velha tinha 18 e mais nova 5, eu tenho 16, ai ela perguntou se minhas irmãs era por parte de mãe, ou por parte de pai, e eu disse que era dos dois, ai ela estranhou, e perguntou se a mais nova também era dos dois, e eu disse que sim, e perguntei o porque, ela disse que era estranho.
E isso mexeu comigo, pois essa menina, tem apenas seis anos e ficou surpresa com o fato dos meus pais não serem divorciados, a maioria das crianças do meu trabalho tem pais divorciados, e acham isso a coisa mais normal do mundo, é uma coisa normal de hoje em dia?
Sim, é, mas não deveria ser.
Eu entendo que talvez tivesse motivo para o divorcio, mas sabe, na maioria das vezes, os motivos são: Traição, ou porque as coisas entre o casal já não era como antes.
Aquela paixão de adolescente passou, e consequentemente acabou, o amor, diminuiu.
Mas o erro de muitas pessoas hoje em dia é pensar assim: já conquistei, já casei, não preciso mais me esforçar, não tem mais nada pra fazer.
Mas não é assim, o amor, tem que ser conquistado dia a pós dia, todos os dias, não importa se já casou, mesmo a pessoa estando casada, tem que lutar todos os dias pra que o amor não morra, mas as pessoas pensam que já não precisa mais.
Se um dia eu casar, eu pretendo, não vai ser assim, quero que seja com alguém que tenha esse mesmo pensamento que eu, que vai fazer de tudo pra arrancar pelo menos um sorriso meu por dia, que vai me abraçar quando a noite cair, que vai estar ao meu lado sempre, e eu vou fazer o mesmo, porque se for pra casar, e um ano ou dois ou mais pra frente ter divorcio, não vou querer, talvez aconteça, e eu vou ficar mal, mas se acontecer, pode acreditar, que não vai ter sido por falta de amor de minha parte.

O fato da menina ter ficado surpresa e estranhado o fato de que meus pais ainda estão juntos, me incomodou, se pras crianças isso hoje em dia está sendo normal, se pra essa geração já quase não existe amor, o que vai ser da próxima?
Nunca achei isso uma coisa normal, ficar só por ficar, por mais que eu já tenha feito, nunca gostei, hoje eu namoro, não sei o que vai ser, já tenho certo tempo, mas eu luto, todos os dias pra manter o relacionamento saudável, um relacionamento feliz, e percebo isso da parte dele também.
Se parar pra olhar, a maioria dos pais, de amigos, colegas, crianças, pessoas na escola, e talvez até mesmo os seus, são divorciados, e isso é uma coisa triste, que é normal hoje em dia mas que não deveria ser. 

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

ONE DAY...

Superthumb

São dias e noites assim
E eu já nem sei mais como agir
Me diz, o que é que faço aqui?
Se nem motivos para seguir.
As horas passam, os dias passam, as semanas se arrastam, o tempo passa...
Mas essas horas, esses dias, essas semanas, esse tempo...
Não levaram consigo a minha dor.
Muito pelo contrário, só piorou.
E suportar isso está sendo difícil
Viver, não mais por prazer, e sim por simplesmente... viver.
Respirar só para confirmar, que ainda vivo nesse mundo caótico.
Sem rumo, sem direção
Nas tentativas de tirar a dor do coração
Mas todas as tentativas, são em vão...
Me diz: qual o botão que aperta para “pausar” essa dor?
Será que você pode me trazer um pouco de amor?
Os dias e as noites continuam a se seguir
O tempo continua a passar
Mas essa dor insiste em ficar
Será que um dia ela vai me deixar?
Quanto tempo vai levar até ela me abandonar?
Alguém sabe o me dizer, ao menos o que fazer?
Quando tudo o que mais se quer é morrer...
Mas essa nunca foi uma opção.
O que posso fazer é continuar,
Na esperança de um dia a dor passar
Seja quanto tempo for levar, eu sei: ela vai passar
Afinal, nada é eterno, nada dura para sempre.
Muito tempo não significa para sempre, não é eterno, nada é;
O tempo vai passar, e talvez nesse meio tempo, tudo vá piorar.
Mas sei que lá na frente, ainda vai melhorar
É nisso que tenho que acreditar...
Que um dia, a solidão deixará meu coração.
Que um dia a dor vai dar espaço ao amor.
Que um dia sentirei prazer em viver.
Que um dia isso vai acabar e voltarei a amar.
Que um dia, tudo vai se resolver, voltarei a viver.
Que um dia... tudo acontece, tudo passa.
Um dia...
A questão é: Que dia?

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

BAD SIDE

girl

Sabe, todos nós temos uma parte de nós mesmos que não gostamos, uma parte que lutamos para esconder, alguns não tentam esconder, outros, fazem de tudo para ocultar esse lado.
Esse lado que nós chamamos de escuridão, de lado sombrio, todos nós temos esse lado, e querendo ou não isso faz parte da gente, e fez ou outra, nos deixamos ser consumidos pela escuridão, como nos dias nublados de nossas vidas em que tudo o que queremos é ficar na cama.
Esse lado é construído conforme o que passamos na vida, é feito de dor e sofrimentos passados, e muitas vezes nos trancamos nesse lado, por medo de nos machucarmos de novo, mas isso só faz com que ele cresça, o que você sofreu no passado, as dores que sentiu, o impacto do mundo, as desilusões, a queda para a realidade, isso tudo vai roubando um pouco de nossa luz.
Mas deixa eu te dizer uma coisa: Isso só acontece se você permitir, somente se você deixar esse seu lado ruim te consumir, mas olha só, para cada lembrança ruim, existe uma boa que te ajudará a seguir, e embora ás vezes nos dê vontade de apagar todas as lembranças ruins da mente, e ficar somente com as boas lembranças, isso tiraria de nós todo o aprendizado, toda a sabedoria e toda a experiência que tivemos durante esses momentos ruins.
Eu particularmente já perdi a conta de momentos ruins que tive, os momentos em que me trancava no banheiro e a navalha era minha única companhia, as lágrimas escorrendo, a dor me preenchendo, já passei tempo demais na escuridão, mas não podemos permanecer lá para sempre.
E querendo ou não, essa parte, seja ela grande ou pequena, essa escuridão dentro de nós, faz parte da gente, temos que aceitá-lo, enfrentá-lo, e seguir com ele dentro de nós, pois ele também nós faz, não é só o nosso lado bom que diz quem nós somos, e nem só o nosso lado ruim, mas sim a junção desses dois e mais, o modo em que encaramos e com que lidamos com esse nosso lado.
Fiz coisas das quais não me orgulho, sou cheia dos pecados, arrependimentos, dores e sofrimentos apagados, cicatrizes emocionais e corporais, mas também sei sorrir pro mundo, sei ser otimista, e tudo isso que passei que ficou pra trás, deixou grandes lições que levarei pra vida toda, experiência e o poder de poder ajudar pessoas que estão passando pela mesma situação, me trouxe aprendizado que eu desejo passar para frente.
Como eu disse a cima, para cada lembrança ruim, existirá uma boa que te ajudará a seguir em frente, agora cabe a nós mesmo criar essas lembranças.